Blog do Cereja


Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017 Rss
03 fev

Um “rato” na alfabetização

Um “rato”na alfabetização

Rato No momento, estou reformulando a coleção Português: linguagens de 1º a 5º anos e, inevitavelmente, acabo tomando contato com novos materiais: livros, canções, filmes, etc. Foi num dia desses, quando procurava no YouTube uma canção da dupla Palavra Cantada, que encontrei ao acaso a animação “O Rato – Sandra Peres, Paulo Tatit, Ana Cañas, Wanderleia, Maria Gadu” (http://www.youtube.com/watch?v=EAPzWX_GVuI). Assisti ao vídeo e fiquei imediatamente apaixonado pelo texto, pela canção, pelo vocal e pelos desenhos da animação. De tanto acessar o vídeo e procurar informações sobre ele, acabei descobrindo que a animação fora criada a partir de um livro lançado em 2013, O rato, de Paulo Tatit e Edith Derdyk (Melhoramentos). Comprei o livro e minha paixão só foi confirmada. As ilustrações, de Laurent Cardon, são maravilhosas e são as mesmas aproveitadas na animação. O livro é acompanhado de um CD (não de DVD), com uma versão cantada e outra em karaokê. O texto é um poema/canção narrativo que conta a história de um ratinho simpático, diferente de outros ratos por ser um sentimental convicto. Primeiramente, apaixona-se pela lua e declara seu amor a ela, mas ela não acolhe os apelos do pobre amante e recomenda que ele procure o amor da nuvem. E, assim, seguidamente, o ratinho muda o alvo de seu amor até que, finalmente, encontra alguém disposto a acolher o seu amor. No CD que acompanha o livro, as vozes são de Paulo Tatit, Sandra Peres, Suzana Salles, Ná Ozetti, Mônica Salmaso, Eugênio Tadeu e Miguel Queiroz e Adriano Busko. Na animação que está no YouTube, houve o convite para outras vozes: Maria Gadu, Wanderleia e Ana Cañas. Ambas as versões são lindas. O livro é perfeito para quem está trabalhando com alfabetização do 1º ao 3º anos do ensino fundamental, já que a maior parte do texto é escrita em caixa alta e, em algumas poucas situações, em letra manuscrita. As estruturas verbais são recorrentes, o que facilita bastante o trabalho da criança que ainda está se apropriando da base alfabética. Vejam um exemplo: TODO RATO DEIXA RASTROS. TODO RATO TRAI E MENTE TODO RATO ASSUSTA A GENTE. TODO RATO ANDA EM BANDO. A versão karaokê facilita ainda mais o processo de alfabetização, já que a criança pode se arriscar a cantar o texto, enquanto ouve a música, a partir de suas hipóteses de leitura. Há alguns anos venho acompanhando o trabalho de Paulo Tatit e Sandra Peres com o Palavra Cantada e me revelo fã do trabalho de ambos. Essa publicação, entretanto, selou definitivamente minha admiração. É bom lembrar que o trabalho de Paulo Tatit nem sempre foi voltado ao público infantil. Há muitos anos, ele era um dos integrantes do grupo Rumo, que foi um dos expoentes da chamada vanguarda paulistana nos anos 1980. Desse grupo, saiu muita gente boa, como, além do Paulo, o Luís Tatit e o Hélio Ziskind. Suzana Salles, que faz uma das vozes do CD, também integrava a vanguarda da época, como backing vocal de Itamar Assunção. Recentemente, esteve em cartaz o documentário Lira Paulistana e a vanguarda paulista, que dá uma ótima panorâmica do que foi aquele momento (http://www.vanguardapaulista.com.br/ ). Enfim, vejo que o Rumo ainda continua dando suas contribuições, ajudando a traçar novos rumos para canção e para a poesia infantil. rato 2

4 comentários para "Um “rato” na alfabetização"

Raidete Fontes Nobre

11 de fevereiro de 2014 às 22:59

O Rato – que animação belíssima! Fiquei apaixonada pelo casal, Sr. Rato e D. Rata, e os demais ratinhos são lindinhos também.

Responder

Ana Beatriz Gomes Melo

17 de maio de 2016 às 14:29

muito bom mesmo eu tenho um livro da Lingua Portuguesa e tem esse texto a lendo mais é ingraçada a voz da ratinha

Flavia Henriques

17 de fevereiro de 2014 às 21:10

Ao ler este texto e assitir ao vídeo posso garantir aos professores, que encontro ao longo dos meus dias de trabalho, que a obra Português Linguagens, como sempre, busca o comprometimento com uma educacao de qualidade e com o “novo”, por acreditar que nossos alunos merecem o melhor.

Responder

Suelene Fernandes Perez

19 de fevereiro de 2014 às 10:13

O enredo faz um belo contraponto com as emoções humanas, a busca pelo amor, o amor sincero, o amor tranquilo e a capacidade do ratinho não desistir, ir buscando sem cansaço o amor que o fará feliz!

Responder

Deixe o seu comentário

Seu email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *