Blog do Cereja


Wednesday, 27 de October de 2021 Rss
16 Jun

Cidade Olímpica: um projeto de cidadania. E haja emoção!

Cidade Olímpica: um projeto de cidadania. E haja emoção!

Quando estive no Piauí, no final de maio, tive a oportunidade de visitar o Cidade Olímpica, um belíssimo projeto de educação, encampado pela prefeitura de Teresina.

 

Profa. Valdete M. da Silva, coordenadora do projeto Cidade Olímpica.

Profa. Valdete M. da Silva, coordenadora do projeto Cidade Olímpica.

Estudantes de escolas públicas, depois de passar por um rigoroso exame de seleção, são convidados a integrar um grupo de jovens que, aos sábados, têm aulas com especialistas. Ao todo, são cinco disciplinas ou áreas de interesse. Entre elas, Língua Portuguesa e, curiosamente, Astronomia. O objetivo não é reforçar os conteúdos do curso regular, mas levar os alunos a “viajar” no saber, por puro prazer. Muitos alunos participantes do projeto têm conseguido destaque em olimpíadas, como as de Matemática e Redação.

Cada área de interesse conta com apenas 30 alunos, que vão a essas aulas porque querem ir além do que oferece a escola regular. Muitos estudantes que já passaram por essa experiência hoje aprenderam o prazer de estudar, de conhecer, de pesquisar, de se superar. Muitos, aliás, estão hoje na universidade e desenvolvem pesquisas.

Fui convidado a passar algumas horas no Cidade Olímpica, conversar com coordenadores, professores e estudantes, e foi uma experiência incrível. Pude ver de perto a dedicação dos profissionais de ensino e também a relação que os alunos mantêm com aquele espaço em que tanta coisa boa acontece para a vida deles.


Falei um pouco de meu trabalho como professor e autor didático e pude ouvir dos alunos perguntas curiosas a respeito de como é a vida de um autor profissional. Também mostrei algumas coisas que estamos fazendo na esfera digital e eles se divertiram muito.

A coordenadora do programa, Valdete Maria da Silva, fez uma exposição tão verdadeira e sincera do trabalho desenvolvido no programa que me deixou muito emocionado. Pude sentir no brilho de seus olhos o verdadeiro amor de um educador. Na sequência, pediu a dois estudantes do projeto que lessem seus textos, produzidos naquele espaço. 


Uma aluna leu uma bela crônica sobre a cidade, e um aluno leu um belo poema. Ficamos tocados com a beleza daquelas palavras e daquele momento e partilhamos, todos, um sentimento de comunhão, de amizade, de solidariedade, de construção, de crença na educação e nos jovens. Foi impossível segurar as lágrimas. Foi, na verdade, um dos momentos mais bonitos e tocantes que vivi como educador.

 

Estudante do Cidade Olímpica lê sua crônica.

Estudante do Cidade Olímpica lê sua crônica.

Estudante lê seu poema. Com auxílio do programa, o jovem poeta também está publicando um livro de poemas seu neste ano.

Estudante lê seu poema. Com auxílio do programa, o jovem poeta também está publicando um livro de poemas seu neste ano.

Ao término, ganhei, autografado pelos alunos-autores, o livro Olhares e cotidiano, publicado em 2014, que reúne escritos dos estudantes do projeto Cidade Olímpica.

A publicação dos alunos.

A publicação dos alunos.

À coordenadora Valdete, e aos professores Márcio dos Santos Melo e Carlos André de Araújo, meu muito obrigado por terem me proporcionado essa experiência inesquecível. E que continuem e ampliem esse trabalho de valor inestimável!

Com alunos e professores do projeto.

Com alunos e professores do projeto.

Com os gestores do programa.

Com os gestores do programa.

 

 

Deixe o seu comentário

Seu email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *