Blog do Cereja


Sunday, 9 de May de 2021 Rss
01 Oct

Recursos e opções didáticas para o ensino fundamental I

Recursos e opções didáticas para o ensino fundamental I

Na última semana, estive em contato com professores de vários Estados brasileiros: Paraná, Rio de Janeiro, Ceará e Pernambuco. Com a palestra intitulada “Recursos e opções didáticas para o Ensino Fundamental I”,  tenho procurado abordar e discutir com os professores certas questões importantes. Entre elas,  o uso da tecnologia na escola, caminho inevitável da educação nos dias de hoje. Contudo, destacamos a importância de os objetos educacionais digitais estarem alinhados ao projeto pedagógico da escola e serem compatíveis com a mesma linha metodológica. Em outras palavras, a tecnologia não deve ser um mero recurso com a finalidade de seduzir os alunos, mas um meio para alargar e aprofundar os conteúdos que estão sendo trabalhados. Filmes, entrevistas, animações, jogos, gráficos, documentários – tudo deve estar alinhado com as concepções teóricas e à metodologia adotadas pelos professores e pelo material didático que estão utilizando.

História em quadrõesNo trabalho com a leitura, mostrei como um jogo (criado a partir da História em quadrões, de Mauricio de Souza) pode explorar diferentes habilidades de leitura (observar, analisar, levantar hipóteses, relacionar, comparar, inferir, trabalhar com material gráfico-visual, comparar textos produzidos em épocas e contextos de produção diferentes, etc.) e, ao mesmo tempo, pode divertir de forma completamente articulada com os objetivos de um curso de leitura.

No trabalho de alfabetização, destacamos a importância do apoio de áudio – cantigas, parlendas, poemas, canções, contos e fábulas contados, etc. Apresentei a canção “O rato”, do grupo Palavra Cantada (http://letras.mus.br/palavra-cantada/391916/), pensada para o 3o ano, para ilustrar de que modo a canção, sendo ouvida, confirma as hipóteses de leitura das crianças e melhora o ritmo de leitura. Os professores adoraram: cantaram junto e alguns até se emocionaram.

Mostramos também diferentes recursos, como jogos, animações, declamações, vídeos, como o maravilhoso A invenção de Hugo Cabret, para o qual propomos uma atividade de análise e discussão.

Outro aspecto abordado é o trabalho com os gêneros do discurso. Destacamos a importância de sistematizar um trabalho com os gêneros orais, que infelizmente ainda não têm recebido por parte das escolas o mesmo tratamento dos gêneros escritos. E também a importância da realização de projetos, que deem sentido  à produção textual, evitando que ela se torne uma mera prática escolarizada e pouco significativa para os alunos.

Em gramática, destacamos a importância de uma abordagem contextualizada, preocupada não com a memorização de conceitos gramaticais nem com a mera classificação, mas com uma gramática aplicada, isto é, conteúdos gramaticais que deem sustentação principalmente à produção de textos. Mostramos como dois conteúdos – emprego de R e RR e o adjetivo –, um ligado à alfabetização e outro relacionado com as classes de palavras, podem ser trabalhados de modo indutivo e contextualizado. No primeiro caso, a criança extrai a regra para o emprego de R e RR a partir da observação das recorrências. No segundo caso, a abordagem do adjetivo está relacionada diretamente com os gêneros em que essa classe de palavras é indispensável.

Todas essas propostas de atividades estão relacionadas com a nova edição de Português: linguagens, que chega agora à sua 4ª edição. Os recursos que eu pude mostrar são apenas uma pequena parte dos quase 250 objetos educacionais digitais que integram a nova edição da obra – sem dúvida, a melhor desde que a obra foi escrita.

Agradeço às centenas de professores que estiveram presentes ao encontro, prestigiando-nos e enriquecendo o encontro com suas ideias.

portugues e linguagens 1portugues e linguagens 2portugues e linguagens 3portugues e linguagens 4portugues e linguagens 5

Deixe o seu comentário

Seu email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *